Como transportar seu gato com segurança

caixatransportegato01

Quem tem gatos sabe que transportar um gato não é lá a coisa mais fácil rsrs , quando o gato te vê com a caixinha de transporte geralmente inicia a sessão esconde-esconde, corre pra lá…

Não importa se ele precisará ir viajar ou simplesmente fazer uma visita de rotina no veterinário, a caixa deve ser adequada para o transporte.

A caixa deve ser rígida, com bom fechamento e travas  para garantir que não aconteça fuga, é importante ela ter um tamanho adequado ao gato, ele não pode ficar espremido,  ele deve ter espaço para se deitar relaxado.

Caixas de tecido, materiais maleáveis, e caixas de papelão não são seguras!

images

O gato deve ser acostumado com a caixa. Na minha casa eu deixo as caixinhas de transporte abertas  e com cobertinhas dentro, em um quarto, e volta e meia tem um gato dormindo dentro da caixinha de transporte. Isso ajuda muito a reduzir o stress do transporte e principalmente  o momento de pegar o gato e colocar na caixa. 

Se  a caixinha for nova, sem o cheiro dele ainda, alguns dias antes de  fazer o transporte pode-se borrifar catnip ou até mesmo colocar os galhos do catnip dentro da caixinha, coloque a cobertinha preferida do seu gato e alguns petiscos, isso vai ajudá-lo a se sentir seguro e confortável na caixa!

Pode acontecer de o gato ficar em uma situação de extremo stress fechado na caixa. Se você ainda não sabe qual a reação do gato, o mais indicado é colocar na caixinha de transporte, um tapete higiênico ( você pode comprar em pet shop ou em alguns supermercados), pois em situação de muito stress alguns gatos evacuam e urinam, e o tapetinho vai absorver a urina evitando que o gato fique todo molhado. É importante trocar logo o tapete para manter o gato em uma situação confortável e limpo, tendo em vista que os gatos são seres extremamente higiênicos!

Muito importante é manter uma temperatura fresca durante o transporte, de preferência o leve para o carro quando a temperatura interna já estiver agradável, pois o gato pode sofrer hipertermia caso fique exposto ao calor e a temperatura corporal passe dos 40º.  Se isso acontecer, ele pode sofrer desidratação severa e convulsionar, em alguns casos o gato pode até morrer dentro do carro.

Sedação somente se o veterinário recomendar! Os sedativos podem causar danos talvez irreversíveis nos gatos durante a viagem. Há possibilidade de o animal  sedado sofrer uma parada cardíaca ou respiratória, embora não seja comum, é um risco que se corre ao sedá-lo sem monitoramento.

Quanto a sofrer náuseas durante a viagem, isso é algo incomum nos gatos, sendo rara a utilização de medicamentos para esse fim, e caso necessário, o veterinário irá prescrever.

Jamais transporte seu gato solto no carro! 

Caixa-de-Transporte-para-Gatos-6

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s